Personal tools

A ABRASPE


Pelos direitos dos que andam a pé

A AbraspeFundada por profissionais liberais, em 5 de junho de 1981, a Associação Brasileira de Pedestres – ABRASPE tem sido um espaço aberto ao exercício da cidadania. Sua missão é lutar pelos direitos dos pedestres, especialmente dos mais frágeis.

O desrespeito aos direitos do pedestre tem raízes na cultura de nosso País. O cenário almejado de uma população educada, convivendo de forma civilizada no espaço público, somente se realizará após profundas mudanças em nosso comportamento. A promulgação do novo Código de Trânsito Brasileiro, em vigência desde janeiro de 1.998, representa um grande avanço nessa direção que precisa, porém, ser complementado pela ação eficaz do poder público e pela participação efetiva da sociedade civil. É necessário, portanto, que se organizem entidades de ação local para mobilizar voluntários dispostos a colaborar nesse esforço de mudança.

Ao contrário de outras entidades civis, ela não oferece benefícios diretos a seus associados, tampouco permite a clara identificação dos beneficiados pelo seu trabalho. As associações de bairro, ou as entidades que congregam categorias profissionais, por exemplo, conquistam vantagens, organizam ações e lutam por benefícios para seus membros. As organizações filantrópicas, também como a ABRASPE, não beneficiam seus associados ou contribuintes anônimos; porém, permitem a identificação e quantificação da população assistida.

Não dispondo de recursos para desenvolver seus projetos mais ambiciosos, a ABRASPE concentrou-se na denúncia de irregularidades junto às autoridades públicas, particularmente do Município de São Paulo, e na divulgação de propostas e conceitos sobre o pedestre e suas necessidades por meio de palestras, seminários e congressos.

A ABRASPE envolveu-se na discussão do novo Código de Trânsito Brasileiro. Infelizmente suas ponderações sobre limites de velocidade e sistema de multas não foram consideradas. Ela dispõe de muitos projetos que necessitam de parceiros para serem implementados. O mais importante, sem dúvida, é a organização e operação deste SITE que somente se tornou possível graças ao apoio de um grupo de consultores de transporte. Sua ampliação e dinamização, porém, dependerá de entidades interessadas em colaborar com seu trabalho. Além disso, é fundamental a participação de voluntários dispostos a agir localmente, lutando pelos direitos do pedestre na sua cidade, no seu bairro e na sua rua. Como afirmou Carlos Drummond de Andrade em sua crônica "O Direito de Ir e Vir", escrita quando tomou conhecimento da organização do núcleo da ABRASPE no Rio: 

"Vamos trabalhar pela afirmação (ou reafirmação) da existência do pedestre, a mais antiga qualificação humana do mundo. Da existência e dos direitos que lhe são próprios, tão simples, tão naturais, e que se condensam num só: o direito de andar, de ir e vir, previsto em todas as constituições... o mais humilde e o mais desprezado de todos os direitos do homem. Com licença: queremos passar."

Enquete
O que você achou do novo site da ABRASPE?